Home / DESTAQUE / ‘O outro lado do paraíso’: Vinícius confessará que é pedófilo

‘O outro lado do paraíso’: Vinícius confessará que é pedófilo

'O outro lado do paraíso': Flávio Tolezani é Vinícius (Foto: TV Globo)
‘O outro lado do paraíso’: Flávio Tolezani é Vinícius (Foto: TV Globo)

Nos próximos capítulos de “O outro lado do paraíso”, antes de morrer na cadeia, Vinícius (Flávio Tolezani) confessará que é pedófilo.

Tudo acontecerá durante o julgamento do delegado. Patrick (Thiago Fragoso) conseguirá encontrar a antiga babá de Laura (Bella Piero) e ela revelará que a menina vivia com marcas pelo corpo.

– A senhora não estranhava? – questionará o advogado.

A mulher ficará quieta, mas Patrick insistirá na pergunta.

– Eu estou muito doente. Nem sei como tive força pra vir aqui. Moro num asilo, mas essa doença ruim me comeu toda por dentro. Eu sei que é questão de pouco tempo pra eu acertar as contas com Deus. E até agora eu sempre carreguei esse peso comigo. A menina tinha oito anos, sabe? Só oito anos. Mas ele, uma vez eu vi, eu vi, pela janela. Eu vi quando ele se aproximava dela, com essas mãos enormes. A menina chorava de medo. Eu vi que fez mal pra ela. Eu sabia que todas as outras vezes, todos os machucados, o sangue…

– Sangue? – perguntará o rapaz.

– Sangue, sim. Eu dava banho nela. Sabia o motivo. Mas tinha medo de perder o emprego, tinha meus próprios filhos e netos. Eu precisava comer, entende. Precisava do salário. E eu nunca contei pra ninguém, pra ninguém, nem pra mãe. Eu dava banho nela, na menina, eu ajudava a disfarçar porque também tinha medo dele, um delegado. Quem eu era. Quem? Mas eu não quero, não quero mais carregar esse peso comigo. Me perdoa, Laura. Me perdoa.

Depois, será a vez de Vinícius ser interrogado. Ele acabará atacando Lorena (Sandra Corveloni) e revelando toda a verdade:

– Eu era mais novo que você e casei. Morria de rir por dentro quando se gabava com as amigas, que tinha me conquistado. Eu, muito mais bonito como homem que você como mulher. Casei não por interesse em você. Ridícula. Mal vestida. Cabelos tingidos. Eu casei por sua filha. Desde que vi Laura pela primeira vez fiquei transtornado por ela. Não me importava a idade. Até você parar de trabalhar, eu tive o que queria, ela morria de medo de mim. Mas aí, depois, já estava grandinha, podia falar. Eu tentei conhecer outras. Conheci. Não adianta me acusarem, não darei os nomes. E pra cada processo é preciso um nome. Aproveitei que era delegado e todo mundo morria de medo de mim. Eu fazia o que queria. Só que essa menina resolveu casar com esse médico imbecil…

O criminoso contará ainda que tem ciúmes da enteada:

– Ah, Laura, eu teria ido embora com você. Sempre te quis. Você.

Veja Também

Vídeo: ato de rodoviários gera confusão em garagem de amarelinhos

Permissionários dos micro-ônibus amarelinhos e funcionários das cooperativas se desentenderam com integrantes do Sindicato dos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *